Latest · August 14, 2022 0

Seis coisas para saber sobre a porta USB 3.1 no novo MacBook

A Apple está desafiando os usuários de laptop a se adaptarem a menos portas com o design arrojado de seu novo MacBook de 12 polegadas, que tem apenas uma porta USB 3.1 e um fone de ouvido. A Apple apresentou um desafio semelhante com seu primeiro MacBook Air no início de 2008, que tinha apenas uma porta USB 2.0 para conectar periféricos e uma porta micro-DVI para conectar monitores.

Mas a porta USB 3.1 mais rápida é significativa porque também será usada para recarregar o MacBook, bem como para conectar uma variedade maior de periféricos, como monitores, unidades de armazenamento externo, impressoras e câmeras. O MacBook é um dos poucos dispositivos a transportar a nova porta USB.

O USB 3.1 pode tecnicamente transferir dados entre computadores host e periféricos em velocidades máximas de até 10 Gbps (bits por segundo), o que é duas vezes mais rápido que o USB 3.0 atual. A porta USB 3.1 no novo MacBook inicialmente transferirá dados a 5 Gbps, mas os observadores esperam que esse número aumente à medida que a tecnologia se desenvolve. Também há entusiasmo em torno do cabo USB Type-C do MacBook, que é o mesmo em ambas as extremidades para que os usuários possam virar os cabos e não se preocupar com a orientação do plugue.

A Apple incorporou uma porta USB 3.1, ostensivamente por falta de espaço. O MacBook tem apenas 13,1 milímetros de espessura e sua base é dominada por baterias. A Apple está claramente olhando para o futuro com o USB 3.1, que suporta os protocolos DisplayPort, VGA, HDMI e Ethernet. Aqui estão algumas coisas para saber sobre a porta USB 3.1 no MacBook de 12 polegadas e para onde ela pode estar indo no futuro.

1) USB 3.1 é compatível com versões anteriores: Isso significa que todos os dispositivos rodando em USB 3.0 e USB 2.0 poderão se comunicar com a porta do MacBook. Existem outros cabos além do Tipo C para o MacBook se conectar a portas USB e micro-USB mais antigas. O MacBook vem com um cabo de carregamento USB Type-C, e os outros precisarão ser comprados separadamente.

2) Os periféricos USB 3.1 ainda não estão disponíveis: os chipsets USB 3.1 ainda estão sendo desenvolvidos e testados, e pode levar meses até que os periféricos comecem a aparecer. Nos testes, as conexões USB 3.1 não estão atingindo a taxa de transferência total de 10 Gbps, mas as velocidades ficarão mais rápidas à medida que os controladores e chipsets forem refinados. Por um lado, não espere que as unidades flash USB 3.1 estejam à venda nos próximos dois anos. A falta de periféricos é um problema também enfrentado pelo Thunderbolt, uma tecnologia de conector mais rápida, porém mais cara, usada em outros Macs.

3) Não diga adeus ao Thunderbolt ainda. Há alguns anos, a Apple recorreu ao Thunderbolt como seu principal conector de alta velocidade em Macs, mas a chegada da porta USB 3.1 não significa que o protocolo desaparecerá. No recente USB Implementers Forum (USB-IF) realizado no Mobile World Congress, as autoridades disseram que é possível transportar o protocolo Thunderbolt em fios de cobre e ópticos USB 3.1, e a Intel também não descartou essa ideia. Mas haveria um comprometimento de velocidade, pois o Thunderbolt roda a 20 Gbps.

4) Você precisará de um hub: Se a porta USB 3.1 for usada para carregar, os usuários terão que investir em cabos de extensão, hubs ou conversores para abrir o MacBook para periféricos externos. A Apple está vendendo um conversor USB Tipo C para USB por US$ 19, um cabo de extensão por US$ 29 e, se necessário, um adaptador de alimentação USB Tipo C por US$ 49. A Apple também está vendendo um Adaptador Multiporta AV Digital USB Tipo C de US$ 79 para que o novo MacBook possa se conectar simultaneamente a uma tela HDMI 1080p, dispositivo USB 3.0 e um cabo de carregamento USB Tipo C.

5) As conexões USB podem ficar mais rápidas: o USB-IF acredita que a velocidade atual do USB 3.1 é suficiente, mas também simulou velocidades de 20 Gbps sobre fio de cobre, colocando-o no mesmo nível do Thunderbolt 2. Há poucas dúvidas de que o USB-IF deseja para aumentar as velocidades de transferência de dados, especialmente com vídeo 4K no horizonte. Mas a organização, por enquanto, tem prioridades mais importantes, como tornar o USB 3.1 uma porta que pode ser usada para carregar laptops, dispositivos móveis e eletrodomésticos. A porta começará a aparecer em mais dispositivos móveis a partir do primeiro semestre deste ano, e ainda não está em aparelhos.

6) Próximo alvo, iPhones e iPads?: A porta USB 3.1 significa problema para o conector Lightning em iPhones e iPads? Só o tempo dirá, mas o USB 3.1 tem seus próprios benefícios em dispositivos móveis. Por um lado, o USB 3.1 suportará a próxima especificação MHL (Mobile High-definition Link) 3, que pode transmitir vídeo 4K de dispositivos móveis para aparelhos de TV. Os aparelhos de TV serão enviados com portas HDMI específicas que suportam MHL, e os usuários precisariam de um cabo USB Tipo C em uma extremidade e HDMI Tipo A na outra extremidade para transmitir vídeo 4K móvel para aparelhos de TV. Além de colocar portas USB 3.1 em seus dispositivos móveis, a Apple precisará oferecer suporte a MHL nos dispositivos.

Agam Shah cobre PCs, tablets, servidores, chips e semicondutores para o IDG News Service. Siga Agam no Twitter em @agamsh. O endereço de e-mail da Agam é [email protected]