Latest · July 10, 2022 0

O segundo maior acionista da Evergrande planeja vender toda a participação, Property News & Top Stories

HONG KONG (REUTERS) – A Chinese Estates Holdings, o segundo maior acionista da em apuros Evergrande, disse na quinta-feira (23 de setembro) que vendeu US$ 32 milhões (S$ 43,3 milhões) de sua participação na Evergrande e planeja sair completamente da holding.

“Os diretores estão cautelosos e preocupados com o recente desenvolvimento do China Evergrande Group, incluindo certa divulgação feita pelo China Evergrande Group sobre sua liquidez”, disse a Chinese Estates em um documento à bolsa de valores de Hong Kong.

Com US$ 305 bilhões em passivos, o Evergrande está lutando para cumprir suas obrigações de dívida e os investidores temem que a podridão possa se espalhar para credores, incluindo bancos na China e no exterior.

As ações da Chinese Estates saltaram até 15,1 por cento no início do pregão para HK$ 2,51, registrando o maior ganho percentual diário desde junho do ano passado.

As ações da Evergrande subiram até 32 por cento no maior aumento percentual diário desde a listagem em novembro de 2009, depois que sua unidade disse na quarta-feira que “resolveu” um pagamento de cupom em um título onshore.

A Chinese Estates, que detinha cerca de 6,5% do capital social da Evergrande em 10 de setembro, de acordo com dados do Refinitiv Eikon, disse que ordenou a venda de toda ou parte dos 5,66% restantes da participação da Evergrande no mercado ou por meio de negociações em bloco.

O mandato de alienação será válido por 12 meses a partir da data da assembléia de acionistas na quinta-feira para aprovar a venda, disse.

A Chinese Estates disse que já vendeu 108,91 milhões de ações, ou 0,82%, do capital social emitido da Evergrande entre 30 de agosto e terça-feira por HK$ 246,5 milhões (S$ 43 milhões).

A empresa estimou que, se toda a participação for vendida, terá um prejuízo de cerca de HK$ 9,49 bilhões no ano que termina em dezembro.

O produto das alienações será usado para capital de giro geral e para reinvestimento quando surgirem oportunidades, acrescentou.

Estamos enfrentando alguns problemas com logins de assinantes e pedimos desculpas pelo inconveniente causado. Até resolvermos os problemas, os assinantes não precisam fazer login para acessar os artigos da ST Digital. Mas um login ainda é necessário para nossos PDFs.