Latest · December 16, 2021 0

Erdogan sinaliza novos militares para a Síria, notícias do Oriente Médio e principais histórias

ANKARA (AFP) – O presidente Recep Tayyip Erdogan sinalizou na segunda-feira (11 de outubro) que a Turquia se prepara para lançar uma nova operação militar na Síria, onde suas forças estão sob ataque de militantes curdos apoiados pelos Estados Unidos.

Os comentários de Erdogan seguiram-se a um carro-bomba na segunda-feira na cidade de Afrin, no norte da Síria, que matou seis pessoas, incluindo pelo menos um rebelde apoiado pela Turquia, de acordo com o Observatório Sírio para os Direitos Humanos, com sede no Reino Unido.

“Não temos mais paciência em algumas áreas que são fonte de ataques terroristas contra nosso país a partir da Síria”, disse Erdogan após presidir uma reunião de gabinete com a presença de ministros importantes.

“Estamos determinados a eliminar as ameaças que vêm da Síria com nossos próprios meios”, disse ele em comentários na televisão. “Tomaremos as medidas necessárias na Síria o mais rápido possível.” A Turquia e seus representantes assumiram o controle do território dentro da Síria ao longo de várias operações militares lançadas desde 2016 contra o grupo do Estado Islâmico e a milícia curda YPG.

Ancara vê o YPG como o ramo sírio dos militantes proibidos do Partido dos Trabalhadores do Curdistão (PKK), que têm travado uma insurgência mortal contra o Estado turco que ceifou dezenas de milhares de vidas.

Mas Washington fez parceria com o YPG para lutar contra o EI na Síria, repelindo as críticas furiosas da Turquia.

O YPG continua sendo um ponto sensível nas relações difíceis de Erdogan com o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden.

As forças turcas e seus representantes locais apreenderam Afrin depois de expulsar as forças curdas sírias em março de 2018.

O conflito na Síria já matou quase 500.000 pessoas desde que começou em 2011 com a repressão brutal de manifestações pacíficas.

Estamos enfrentando alguns problemas com o login dos assinantes e pedimos desculpas pelo transtorno causado. Até resolvermos os problemas, os assinantes não precisam fazer login para acessar os artigos da ST Digital. Mas um login ainda é necessário para nossos PDFs.