Latest · December 27, 2021 0

Atletismo: banido do corredor nigeriano Okagbare enfrentando três acusações antidoping, notícias esportivas e notícias importantes

LONDRES (REUTERS) – O velocista nigeriano Blessing Okagbare, que foi provisoriamente banido após testar positivo para hormônio de crescimento humano antes das Olimpíadas de Tóquio, foi atingido por três acusações antidoping distintas, disse a Unidade de Integridade de Atletismo (AIU) na quinta-feira (7 de outubro) )

Okagbare, que ganhou a prata no salto em distância em Pequim 2008, competiu nas baterias dos 100m em Tóquio em 31 de julho e deveria disputar a semifinal antes de ser suspenso.

A AIU disse que ela testou positivo em 19 de julho e na quinta-feira a acusou da presença e uso de uma substância proibida após a detecção do hormônio de crescimento humano.

Ele acrescentou que a segunda carga era em relação à eritropoietina recombinante (EPO) detectada em sua amostra, que foi coletada durante um teste fora de competição em 20 de junho na Nigéria.

“A AIU solicitou que a análise de EPO fosse conduzida na amostra em 29 de julho e a descoberta analítica adversa foi relatada a ela em 12 de agosto”, disse a AIU em um comunicado, acrescentando que Okagbare foi notificada em 20 de agosto.

Uma outra acusação foi emitida sobre a “recusa de Okagbare em cooperar com a investigação da AIU em seu caso”.

“Especificamente, é alegado que o atleta não cumpriu com uma exigência formal de produzir documentos, registros e dispositivos de armazenamento eletrônico relevantes, que foi emitido para o atleta pela AIU em 15 de setembro”, acrescentou a AIU.

A AIU disse que Okagbare negou todas as acusações e solicitou que fossem submetidas a uma audiência perante um tribunal disciplinar.

Estamos enfrentando alguns problemas com o login dos assinantes e pedimos desculpas pelo transtorno causado. Até resolvermos os problemas, os assinantes não precisam fazer login para acessar os artigos da ST Digital. Mas um login ainda é necessário para nossos PDFs.